Ortodontia

1. O que é Ortodontia e Ortopedia Facial dos Maxilares?

É a especialidade da odontologia responsável pelo diagnóstico, prevenção e tratamento das alterações faciais e dentárias chamadas de maloclusão ou “mordida incorreta”. Para ser um ortodontista o profissional precisa ter uma qualificação especial no planejamento, colocação e controle de aparelhos que proporcionem um correto alinhamento dos dentes e consequentemente uma harmonia facial.É a especialidade mais antiga da Odontologia , embora muitos considerem uma atividade recente.

 


2. O papel do Especialista na Ortodontia

Porque procurar um Especialista?
O Ortodontista possui um curso de pós-graduação, de no mínimo dois anos de duração, em uma instituição reconhecida pelo MEC e pelo Conselho Federal de Odontologia, que lhe confere o certificado de Especialista. Durante a formação, o Ortodontista aprende conhecimentos profundos sobre a movimentação dos dentes, crescimento facial e todos os fatores que podem influenciar o surgimento de um problema ortodôntico e seu tratamento. Como alguns tratamentos ortodônticos podem produzir alterações significativas nos dentes e na estética facial, só com este curso de Especialização o Ortodontista estará capacitado para proporcionar um tratamento correto e eficaz ao paciente.


3. Quais exames iniciais preciso fazer?

Na primeira consulta é realizado um exame clínico inicial e questionado a sua queixa principal, solicitando em seguida a documentação ortodôntica. Esta é composta de radiografias, modelos ortodônticos e fotografias intrabucais e extrabucais aonde se relizará o diagnóstico, planejamento e previsão de tempo de tratamento.


4. Tratamento ortodôntico em crianças

Qual é a melhor idade para iniciar o tratamento?
A primeira consulta a um Ortodontista deve ser feita quando criança que ainda está na “dentição de leite”e apresentar alguma alteração que indique um problema ortodôntico. A regra geral é procurar um Ortodontista a partir dos sete anos de idade quando se dá início a troca dos dentes. Quanto mais cedo for feita a primeira avaliação, mais chance de melhores resultados, além de reduzir os custos e o tempo de tratamento. Em muitos pacientes o tratamento precoce proporciona resultados que não seriam obtidos na fase adulta, quando o crescimento facial já está concluído.Portanto, a prevenção pode ser muito importante para o sucesso do tratamento ortodôntico.

É nesta fase que se realiza o tratamento precoce e interceptativo?
Se no exame precoce o Ortodontista detectou algum problema na criança que exija intervenção,será indicado um tratamento interceptativo. Este tratamento poderá alcançar resultados que não seriam possíveis após o término do crescimento da face.

Além disso, uma intervenção precoce poderá diminuir a severidade de um problema; se for necessário uma segunda fase de tratamento, esta poderá ser facilitada.

Quais são os benefícios do tratamento interceptativo?
• Evitar a fratura ou perda de dentes anteriores que estejam muito projetados.
• Possibilitar a eliminação de hábitos de sucção de dedo ou chupeta, hábitos de interposição de língua e hábitos de postura de lábios.
• Permitir o desenvolvimento normal da fala.
• Avaliar a existência de problemas respiratórios que possam afetar o crescimento da face.
• Corrigir mordidas cruzadas que estejam presentes.
• Melhorar a auto imagem do paciente.
• Garantir que os dentes se encontrem de maneira adequada durante a mastigação e a deglutição.


5. Tratamento ortodôntico em adultos

Os adultos podem fazer um tratamento ortodôntico?
Não existe limite de idade para um tratamento ortodôntico, porque o processo biológico envolvido na movimentação dos dentes é o mesmo em adultos e crianças. O que é importante avaliar é a saúde dos dentes, gengivas e da estrutura óssea. Vale lembrar que, nos últimos anos está aumentando expressivamente o número de adultos que buscam os aparelhos ortodônticos para garantir um sorriso harmônico e funcional, além de uma melhor estética facial. Muitas vezes, o tratamento no adulto combinam Ortodontia com Cirurgia Ortognática em casos que há envolvimento de problemas ósseos.

O que é tratamento Orto-Cirúrgico?
A combinação da ortodontia com a cirurgia é uma forma de corrigir casos severos de maloclusão e de anormalidades entre os maxilares. Normalmente, há a participação de uma equipe de profissionais especializados tais como: cirurgião buco-maxilo-facial, fonoaudiólogos e o ortodontista.

Quando o tratamento Orto-Cirúrgico é necessário?
O maxilar superior e o inferior são as bases nas quais os dentes estão alinhados.

Quando os maxilares não estão corretamente relacionados entre si, a correção da mordida não poderá ser alcançada somente com o uso de aparelhos, principalmente no que diz respeito a pacientes adultos. O ortodontista, juntamente com o cirurgião buco-maxilo-facial, terão , então que planejar o tratamento tendo em vista uma futura intervenção cirúrgica.

Para realizar um tratamento Orto-Cirúrgico há um período inicial de aparelhos fixos com o objetivo de alinhar e nivelar corretamente os dentes; após esta fase ter sido concluída é que o paciente será submetido à cirurgia e retornará para finalização do tratamento.


6. Curiosidades da ortodontia

Qual é a origem dos problemas ortodônticos?
Os problemas ortodônticos podem ser de origem genética ou adquiridas. As genéticas podem ser desarmonias ósseas, fissuras palatinas ou por ausência, excesso ou tamanho anormal dos dentes. As adquiridas, citamos as causadas por hábitos prejudiciais como sucção do dedo, uso prolongado de chupeta, perda precoce dos dentes de leite e permanentes. Também as obstruções respiratórias (respiração bucal) causadas por aumento das amígdalas ou adenóides ou por problemas alérgicos alteram consideravelmente o desenvolvimento da face e das arcadas dentárias.

Porque o Tratamento Ortodôntico é importante?Quais são seus benefícios?
Você já deve ter se perguntado:”e se eu não fizer o tratamento ortodôntico, o que pode acontecer?”

Não só a aparência e a estética que melhoram com a ortodontia. Fazer os dentes se articularem corretamente previne uma série de problemas:

-alterações nas articulações da boca(ATM).
-sobrecarga na musculatura e nervos
-desgastes dos dentes e estruturas de suporte
-dores craniofaciais
-dentes fora de posição dificultam a ação da escova e fio dental, com maior acúmulo de placa,causando mais cáries e doenças de gengiva.
-deficiências mastigatórias
-problemas psicológicos e de auto-estima

Como fazer uma boa higiene bucal ?
Escovação:Escove sempre após as refeições e, principalmente, antes de dormir.Sempre faça movimentos circulares com a escova. Não esqueça de escovar as superfícies mastigatórias e as internas de todos os dentes.É muito importante escovar onde as gengivas se encontram com os dentes. Seu ortodontista saberá lhe indicar as técnicas mais apropriadas e os tipos de escovas específicas.Fio dental:

O uso do fio dental é imprescindível, principalmente, antes de dormir.É ideal para remover a placa que fica entre os dentes, local que a escova não consegue agir.Para colocar o fio entre os dentes, pode ser utilizado um” passador de fio”. Passe o fio puxando contra a face lateral de cada dente, até um ou dois milímetros para dentro da gengiva.Faça movimentos de cima para baixo. Seu Ortodontista lhe explicará as melhores técnicas e fio dentais específicos.

Flúor:
O uso diário de flúor é muito importante no combate as cáries. Ele inibe a corrosão do esmalte dentário, deixando os dentes mais resistentes ao ataque da cárie, e recompõe esse esmalte quando do início da mesma. Seu uso é recomendado para crianças e adultos. O flúor é encontrado em cremes dentais, enxaguatórios fluoretados ou em forma de verniz e gel para aplicação em moldeiras em consultórios. Seu Ortodontista lhe recomendará as soluções fluoretadas específicas e a maneira de usá-las.

Qual o tipo, duração e custo de um tratamento ortodôntico?
Durante o planejamento do caso, vários fatores devem ser avaliados como o tipo de problema, a idade e a complexidade do tratamento. Esta avaliação definirá quais aparelhos serão usados, podendo ser fixos ou removíveis. O tempo desse tratamento em média varia de doze a trinta e seis meses, dependendo da evolução do caso , do grau de colaboração do paciente e da freqüência às consultas. Em relação aos custos, os valores irão variar em cada caso específico de acordo com os fatores acima.

Após a colocação e montagem do aparelho ortodôntico, preciso ir constantemente ao Ortodontista?Quantas consultas mensais são necessárias?
Após a colocação e montagem do aparelho, o paciente deve consultar o seu Ortodontista pelo menos uma  a duas vezes  por mês.Caso haja queda ou quebra de algum acessório, a consulta deve ser imediata.
Quando eu terminar o tratamento, há a possibilidade de os dentes retornarem às posições iniciais(recidivar)?
A respeito da estabilidade das correções, os resultados em geral têm mostrado que apenas 5% dos casos tratados tendem a recidivar, depois da correção, para sua posição inicial.

O aparelho ortodôntico causa dor?
Os aparelhos, após a sua instalação (48 a72 horas) podem  causar algum desconforto, até que os dentes iniciem sua movimentação, então este desaparecerá. Se o paciente sente algum desconforto, interrompe o uso dos elásticos, molas ou aparelhos extra-bucais, quando voltar a usá-los, o desconforto ou pequena dor voltará a acontecer.

Durante o tratamento ortodôntico podem ocorrer emergências?
Raramente ocorrem emergências durante um tratamento ortodôntico, porém se por qualquer motivo seu aparelho danificar-se, ligue imediatamente para a nossa clínica, pois uma quebra de aparelho que possa parecer simples para você, pode ser muito séria e comprometer todo o tratamento.


7. Aprenda a escovar os dentes com aparelho ortodôntico

O aparelho ortodôntico causa cárie?
O aparelho ortodôntico não é causador de cárie por si só. É sim, fator de retenção de restos de alimentos, que irão sofrer ação de bactérias se o paciente não escovar bem os dentes, provocando descalcificações e cáries. Quando ocorrem descalcificações, estas são ao redor dos braquets, que se tiverem bem colados, a parte do esmalte que está sob as peças não sofre descalcificação.

Como fazer uma boa higiene bucal ?
Quando estiver usando bráquetes e aparelhos ortodôntico sua atenção com a escovação e uso de fio dental tem que ser redobrada, pois criam-se retenções extras para os restos de alimentos, bactérias e placas, dificultando a higiene dentária. Siga com atenção as instruções de seu ortodontista quanto ao uso de escovas dentárias específicas, fio dental e soluções de flúor para assegurar a correta higiene dental.


8. Cuidados com aparelho ortodôntico

Durante o tratamento ortodôntico pode-se mastigar todo o tipo de alimento?
Não!  Durante o tratamento ortodôntico, deve-se evitar alguns tipos de alimentos duros e pegajosos (Pipoca, amendoim, pé de moleques, frutas inteiras, balas, chicletes com açúcar, etc.). Entretanto, pacientes cuidadosos podem comer todo o tipo de alimento sem danificar os aparelhos.

O que posso fazer para não danificar o aparelho ortodôntico?
Os aparelhos danificados são provavelmente o  maior incômodo durante o tratamento ortodôntico, tanto para o doutor como para o paciente. Os aparelhos danificados  ocasionam visitas extras ao consultório, inconvenientes que estendem o tempo de tratamento. Algumas vezes ocorrem  acidentes, quando uma banda se desloca ou se quebra um fio, em geral, devido à falta de cuidado do paciente. Os descuidos são em geral maus hábitos alimentares.